• 5 hábitos que parecem inofensivos para sua boca

    Quando se fala em cárie logo vem à cabeça balas, chocolates e a falta de higienização bucal, certo? Pois saiba que não são somente esses hábitos que causam problemas. Alguns costumes e alimentos tidos como saudáveis podem ser verdadeiras pegadinhas.

    Ingerir bebidas isotônicas com frequência
    Esse tipo de bebida está associado à prática de esportes e a saúde, pois é fonte de reposição de água e vitaminas. Logo, é impossível que eles façam algum mal à saúde, certo? Errado! Por conterem em sua composição carboidratos e açúcar, o consumo exagerado dessa bebida, sem os cuidados necessários, pode causar outros problemas além da cárie.

    “Pelo fato da maioria dos isotônicos serem ácidos, a erosão dental também pode aparecer. Caracterizada pela dissolução do esmalte dental, a erosão pode dar um aspecto de desgaste aos dentes que ficarão mais suscetíveis ao aparecimento da cárie”, diz Flávio Henrique Baggio Aguiar, professor do Departamento de Odontologia Restauradora da Unicamp.

    Tomar chocolate quente para se aquecer à noite
    Se depois disso você cair no sono e dormir, sua boca acabou de ser preparada para o ataque das bactérias causadoras da cárie dental.

    “Durante o sono há uma diminuição da produção de saliva, que ajuda na limpeza bucal, deixando o alimento fermentando por muito tempo no dente. Dessa forma, a formação da cárie será mais rápida e com grande poder de destruição. A única maneira de evitar isso é fazer a higiene bucal após o consumo de qualquer alimento, principalmente os doces”, diz o especialista.

    Comer uma maçã na cama antes de dormir
    O problema de comer na cama, antes de dormir, é que as chances de a preguiça vencer a força de vontade de levantar e escovar os dentes é grande. E aí, até a maçã, um alimento detergente com consistência fibrosa que ajuda a limpar as superfícies do dente, pode ser uma vilã.  O acúmulo de qualquer resto de comida na boca pode virar placa bacteriana e facilitar o aparecimento da cárie.
    “O ideal é que façamos a higiene bucal, escovando os dentes e passando fio dental, após o consumo de qualquer alimento”, diz Flávio.

    Escovar os dentes logo depois de comer
    Acredite se quiser, mas, dependendo do alimento ingerido, essa atitude também não é a mais indicada pelos dentistas. Claro que escovar os dentes é fundamental para mantê-los saudáveis e bonitos, mas se isso for feito na hora errada, o efeito pode ser contrário.

    Se os alimentos ingeridos forem muito ácidos, o mais indicado é que a escovação seja feita após 30 minutos de sua ingestão. Isso porque, ao comê-los, o pH da boca fica muito ácido. Assim, ao escovar os dentes logo após essas refeições, a acidez é espalhada na superfície dental, o que pode danificar o esmalte e deixá-lo vulnerável.

    Beber água engarrafada
    Calma, também há uma boa explicação para isso. Beber bastante água faz muito bem para a saúde e para a saúde bucal, mas um estudo apontou que a água engarrafada pode ser mais vilã do que heroína para os dentes. Isso porque, durante o processo de purificação dessas águas, há grandes chances de ela ficar mais ácida do que a própria água da torneira. “Além disso, nem todas as marcas de águas engarrafadas possuem em sua composição a quantidade de flúor (entre 0,7 e 1,2 ppm) ideal para proteger os dentes”, diz o cirurgião-dentista, Lucas Borbonha Livieiro.

    Fonte: saude.terra.com.br

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *